Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Aos 98 anos, Riachão vislumbra o centenário no álbum autoral que lançará em 2020

Compartilhe:
riachao95samba-danielacarvalho-48-1

Aos 98 anos, festejados recentemente em 14 de novembro, o sambista Riachão – nome artístico do cantor e compositor baiano Clementino Rodrigues – já vislumbra a festa do centenário de nascimento.

O desejo é explicitado no título do álbum, Se Deus quiser eu vou chegar aos 100, que o artista planeja lançar em 2020 com repertório inédito e autoral. Será o primeiro disco de Riachão desde Mundão de ouro, editado em 2013.

Para quem não liga o nome ao som, Riachão é o compositor de sambas como Cada macaco no seu galho – lançado em 1972 nas vozes de Caetano Veloso e Gilberto Gil em gravação editada em compacto – e Vá morar com o diabo, apresentado em disco em 2000 em dueto de Riachão com o mesmo Caetano, mas popularizado no ano seguinte com a gravação feita pela cantora Cássia Eller (1962 – 2001) para álbum ao vivo e DVD da série Acústico MTV.

Pela irreverência malandra da obra e pela vitalidade do artista, Riachão resiste como uma das mais perfeitas traduções do buliçoso samba da Bahia.

Deixe seu comentário:

Curta no Facebbok

Siga no Instagram

No images found!
Try some other hashtag or username